Canadá: Mudança de Status de Visto de Visitante para Estudante ou Permissão de Trabalho

Eu tenho certeza de que assim como eu, algumas pessoas podem ter perguntas relacionadas a este tópico: É possível mudar o tipo de visto estando no Canadá? É possível obter visto de estudante ou permissão de trabalho sem ter de voltar para o Brasil para fazer o processo?
Ou seja, você está no Canadá como visitante e resolve fazer algum curso de mais de 6 meses ou arranja algum trabalho no período em que você está como turista e agora precisa mudar o status do seu visto.

A primeira coisa que você precisa saber se quer continuar como estudante no Canadá é que, NÃO, você não pode aplicar para um visto dentro do Canadá. Se você estiver em terras canadenses e quiser um visto de estudante, vai ter de preparar todo o processo online e enviar todos os seus documentos e passaportes para Los Angeles ou para o Brasil, e aguardar o retorno disso. Este não foi o meu caso, mas obtive informações sobre o assunto diretamente com oficiais na fronteira e o processo é exatamente este que é relatado neste vídeo:

Mas a história que eu vou contar para vocês é, como você deve proceder para conseguir uma permissão de trabalho, uma vez que já está no Canadá como visitante e ainda dentro do período de 6 meses máximos que eles te dão para ficar a partir da data da sua entrada no país.

A história começa em abril de 2016 quando fiz uma inscrição para realizar parte da pesquisa do meu Doutorado no Canadá através de um programa chamado ELAP. Quando os primeiros resultados do processo saíram em julho (2016) eu fui colocado na lista de espera, com a promessa de que eu poderia ser chamado até dezembro (2016). Porém, fui informado que a possibilidade era muito pequena. No mesmo período, meu irmão foi convocado (estava na lista dos “embarques imediatos” de julho) e como ele estaria no Canadá a partir de dezembro, e eu sempre quis conhecer o País, resolvi pegar umas economias e junto com a namorada dele e uma amiga tiramos o visto de visitante e compramos passagens para passar os feriados (Natal e Ano Novo) em Toronto. Entretanto, 11 dias antes da viagem (01 de dezembro) recebi o email de aceitação do ELAP. Com isso, eu não estava mais na lista de espera, eu tinha sido chamado para realizar a minha pesquisa no Canadá e tinha pouco tempo para providenciar toda a papelada, já que tinha de chegar iniciar as atividades da pesquisa na universidade até 01 de fevereiro, ou perderia a oportunidade.

PROBLEMA: E a viagem que já estava toda acertada? E as passagens, hospedagem e blábláblá? E o visto de visitante que eu já tinha tirado no Brasil?
O programa não aceitaria isso, eu precisava de um visto de estudante ou de uma permissão de trabalho agora e os vistos no Brasil demoram um tempão para serem emitidos, ainda mais com os feriados de fim de ano.
E agora?

Pesquisei em vários lugares e umas das saídas para resolver isso seria voltar para o Brasil para pedir o visto de estudante ou solicitar o visto online a partir do Canadá, enviar passaporte e documentos para o Brasil e ficar aqui “sem documentos” até o passaporte retornar, como descrito no vídeo acima. Entretanto, nenhuma das opções me agradou muito. Resolvi então entrar em contato com a Universidade e explicar a situação. Não podia perder a oportunidade de coletar dados para o meu doutorado no Canadá. Tinha de ter uma saída mais rápida.
E teve! A saída? Como eu estava vindo ao Canadá realizar parte da minha pesquisa de doutorado, eu poderia ser considerado um Pesquisador Visitante na Universidade, por isso, eu poderia pegar toda a papelada para um Work Permit, ir até a fronteira terrestre do Canadá com os EUA. Sair, voltar, e solicitar a permissão na entrada. Usando a R198: http://laws-lois.justice.gc.ca/…/SOR-2002-…/section-198.html.

Neste esquema, reuni, junto com a Universidade, tudo que era necessário para aplicar neste processo seguindo as indicações deste link: http://www.cic.gc.ca/english/information/applications/work.asp. De posse de todos os documentos e formulários fui para a fronteira na Rainbow Bridge in Niagara Falls, atravessei para os EUA e volte para o Canadá. Perceba que neste esquema você precisará de um visto Americano, caso realmente queira completar a travessia da ponte até o final do outro lado (EUA). Entretanto, caso você não tenha visto, os oficiais americanos já estão meio que acostumados com o processo, e eles vão simplesmente negar a sua entrada no país e te dar um papel para que você volte ao Canadá. Essa caminhada não dura nem 15 minutos ida e volta.

rainbow

Quando voltei ao lado canadense e fiz o pedido (final de dezembro) fiquei mais ou menos 1 hora sentado, aguardando a análise, com uma ansiedade sem limite e angustiado com as caras e bocas que via a oficial fazendo, até que finalmente ela me chamou e disse que estava tudo certo com os papéis para o Work Permit como Pesquisador da universidade, entretanto, não podia me dar a permissão, pois eu não tinha os exames médicos necessários para ficar aqui pelo período de 6 meses. Por fim, ela me deu a lista de médicos “oficiais” que podiam fazer o exame, me disse para fazer o mais rápido possível e retornar em 2 semanas para solicitar a permissão de novo.

PQP que má sorte, que falta de atenção, eu deveria ter levado os exames comigo. A dica neste ponto é: Leve tudo que você precisar e que você achar que vai precisar. Tudo mesmo. Desde os documentos requeridos até aqueles considerados opcionais, qualquer coisa que ajude você a não ter de voltar lá. Mas enfim, voltei para Toronto e fiz os exames requeridos (280 dólares canadenses) e retornei a fronteira em exatamente 15 dias acreditando que seria só entregar os papéis de novo, com o exame médico, pagar a taxa de $155 necessária para emitir a permissão e ser feliz, afinal anteriormente, uma oficial tinha dito que estava tudo certo, com exceção da ausência dos exames. Pois é, grande ilusão!

O dia da segunda visita até que começou bem, já que ao voltar a fronteira dos EUA fui bem recebido pelo oficial de lá, o que é uma grande sorte. Logo de cara, ao ver meu passaporte ele percebeu que eu tinha estado ali há exatos 15 dias. Eu expliquei para ele toda a história do Work Permit na fronteira, mas disse que já que estava ali, gostaria de ver as cataratas do lado Americano, já que não tinha visto da última vez porque estava de noite. Muito amigavelmente ele me disse que era melhor ele negar a minha entrada para resolver a questão do visto do lado canadense, mas que depois disso eu poderia voltar para ver as cataratas e ele me deixaria passar. Eu concordei, peguei a negação de entrada e voltei ao lado Canadense para continuar o processo.
Porém o oficial Canadense que me atendeu neste dia foi muito mais impiedoso do que aquela que me antedera 15 dias atrás. Ele fez uma série de perguntas sobre minha pesquisa, sobre o que eu iria fazer no meu dia-dia, sobre o que é esse trabalho de “pesquisador”, pediu opinião a quase todos os outros oficiais e 2 horas e meia depois me chamou e disse que eu precisava de um visto de estudante e não de um Work Permit e que eu não podia pedir isso lá, deveria seguir o outro protocolo (o do vídeo aí em cima). Um grande segundo e dessa vez bem maiúsculo NÃO.
Por que este não é que neste momento ele segurava meu passaporte na mão e não aparentava que ia me devolver, senti o gosto da deportação naquela hora. Até que eu disse que entendi o que ele me explicou, e disse que entraria em contato com a universidade para providenciar isso. Finalmente, quando eu disse isso, ele devolveu meu passaporte.

Na mesma hora mandei email para a responsável na universidade, a mesma pessoa que me orientou quanto a este processo, e ela me encaminhou por email novos documentos, explicando bem explicadinho, quase desenhando, o significado de “Pesquisador de Doutorado” e o papel dessa pessoa dentro da universidade, e deixando claro que nesta circunstância eu não era estudante, pois não cursava nenhuma disciplina eu era um “pesquisador PhD visitante”, por isso, precisava de uma permissão de trabalho para realizar a minha pesquisa no laboratório da universidade.

Com isso, corri rapidamente em uma gráfica, imprimi todos os papeis e no mesmo dia, 2 horas depois, lá estava eu do lado Americano da ponte de novo sendo atendido pelo mesmo oficial da manhã. De cara ele lembrou de mim e disse: “Você esteve aqui de manhã né? Quer ver as cataratas agora…”. E eu disse: “Não exatamente, preciso que o senhor me mande de volta pro outro lado, pois tive um problema com os documentos e agora tenho de tentar de novo”.
Ele entendeu, e me deu outro papel negando a minha entrada, para que eu pudesse voltar ao Canadá. Chegando no escritório da imigração, dei de cara com o cara que me negou o pedido de manhã, mas fui atendido por outra oficial. De posse dos novos documentos que deixavam claro a função de um Pesquisador numa universidade, ela analisou os papéis durante mais 1 hora junto com outro oficial. Quando ela finalmente me chamou, eu estava pronto para o terceiro NÃO, mas ela me mandou pagar a taxa de emissão e me deu o work permit para que eu pudesse exclusivamente realizar a minha pesquisa. Ufa!

Em resumo, é possível pedir mudança de status do visto de visitante para estudante ou conseguir um work permit já estando aqui no Canadá. Suponha que você veio visitar, mas neste período foi aceito em alguma Universidade ou conseguiu um emprego e quer dar entrada nesses processos. Isso é possível, tanto o vídeo ai de cima quanto este relato provam isso. Mas, em ambos os casos se quiser rapidez, já envie/entregue tudo, inclusive o exame médico (no caso de ficar aqui por mais de 6 meses), e lembre-se de pegar da sua universidade ou do seu empregador canadense o máximo de informações oficiais possíveis que possam definir e elucidar o que você vai fazer.

Como nem tudo no dia foram problemas e “aperreios”, e o resultado foi positivo, deixo algumas fotos de Niagara Falls tiradas entre momentos de desespero e esperança de um dia corrido.

Border. #usa🇺🇸 #canada🇨🇦

A post shared by Ronnie Santos (@ron.nie) on

 

 

Mudança de status do visto Canadense Estudante Trabalho Work Permit Tirando Visto na Fronteira Fronteira Canada Estados Unidos

Como tirar permissão de trabalho na Fronteira do Canada?

Como mudar o status do visto de visitante no Canadá?

Resultados ELAP Canadá

Documentos ELAP Canadá Emerging Leaders of Latin America Program

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s